domingo, 1 de dezembro de 2013

Quem Sabe Um Dia


 
 
Quem sabe um dia,
Sua imagem não me traga essa dor.
Eu tento te tirar dos meus olhos,
E confesso, tenho conseguido.

Mas basta te ver,
Basta te olhar,
E sinto que sou fraco. Parte de minha tristeza vem disso.
Por quê??
Por quê?????
Por quê????????

Você desmonta todo o meu ser.
Tu és minha inspiração.
E mesmo o seu não
E o que ele causa em meu coração,
São objetos de minhas palavras.

Só não quero ser arrasado
Por mim mesmo.
Eu não consigo entender.
Não consigo!
Não consigo!!!!

Estive me questionando, se tenho algum problema.
Não é normal pensar em uma pessoa dessa forma,
Será normal?

Estas palavras não querem ser rimadas.
Estão sendo escritas pelo meu coração.
Eu não tenho dó dele (meu coração).
Ele se moveu sozinho até você.
Andou por um caminho que não sabia se teria volta.
Ele queria uma viagem só de ida. Se esqueceu de levar provisões para caso precisasse voltar para mim.
E ainda não voltou.
Mas sei que com você ele não está.
Deve estar perdido em algum lugar no caminho de volta.
Passando frio, sozinho, quieto. Deve ter perdido a coragem, a esperança.
Não sei.
Vai ver a culpa é minha.
Sonhei tanto que esqueci de abrir os olhos.

Cheguei a acreditar tanto em perfeição, contos de fada, romances perfeitos, rosas, chocolates, sorrisos, corações, poemas, cartas, que esqueci do simples fato de que os tempos mudaram. Quem sabe... realmente não sei.

Meus amigos – o tempo e os dias – não falam nada para mim. Apenas me levam junto com eles.

Dizem que a minha maior qualidade é sempre assumir a culpa por tudo, seja eu o culpado mesmo, ou não. É sempre pensar mais na felicidade dos outros, esquecendo da minha. É sacrificar a minha felicidade, esquecer minha dor pelo bem estar dos outros. Já fiz isso diversas vezes, não estou reclamando.

Bom, que seja minha culpa novamente, então. Não posso culpar o destino, porque não acredito nele.
Não posso culpar você, porque tudo o que quero é que sejas feliz.

Eu jurei para mim mesmo que minhas palavras nunca mais machucariam alguém.
E assim se tem feito.
Que minhas palavras seriam palavras de luz, de esperança, de sorrisos, de calor nos corações.
Que nunca mais iriam fazer alguém chorar.
Mas eu quebrei essa promessa. Esqueci de me incluir nessa lista.

Minhas próprias palavras me machucam.
Peguei minha arma contra o mundo e atiro todos os dias contra mim mesmo.
Irônico, não?

Ninguém saiu perdendo nisso além de mim.
Todos os dias.

Estou preso.

Preso por mim mesmo.
Já perdi o senso de decidir se quero me libertar disso ou não.

Só queria que confiasse em mim e no meu coração. Sei que não chego perto de sua beleza, sei também que você pode ter o homem que quiseres, mas eu lhe faço a seguinte pergunta:

 - Qual homem realmente te merece?

Tente olhar para mim. Melhor, faça diferente.
Olhe para o meu coração. É apenas o que eu lhe peço. Olhe para o meu coração. Se não quiser ele, eu me satisfaço. Mas você sequer deu uma chance a ele.

Ele agiu por conta própria. Sim.
Ele correu como um louco atrás do seu. Uma pena ele não ter achado nada.
Foi uma corrida e tanto. Ele se ajoelhou, proclamou, se fez em palavras e versos infinitos para tentar chamar sua atenção. Gritou, exclamou, se mostrou. Saiu de si mesmo, perdeu a vergonha e o medo, sempre lhe respeitando.
Creio que ele fez errado, não?
Ele deveria ter sido falso, quem sabe teria dado certo.....
Deveria ter fingido ser seu amigo, para quando virardes às costas, comentar coisas asquerosas sobre você, porque caso não saiba, é isso o que todos àqueles a quem você dá atenção fazem.

Você não sabe o que é ser rejeitado, por isso não tem noção do que é lutar por uma pessoa que sequer lhe dá uma chance de provar que te merece.
Pensas que sabe tudo, você nada sabes.

Não importa se você quis me machucar ou me poupar da dor. Você me machucou do mesmo jeito. Existem escolhas que, independente da qual quisermos, o final é o mesmo, e a que você fez é uma delas.

Quem sabe um dia os planetas se alinham novamente...

Eu realmente não sei o que sinto.

Tudo o que eu fiz parece ter perdido o sentido, e eu não o encontro novamente, por mais que eu tente. Sinto-me caminhando por um deserto, com sede, mas ao mesmo tempo fugindo da água.

A única coisa que sei é que meu coração está silencioso desde então.

Realmente eu queria ser diferente. Queria ser orgulhoso, mas acho que finalmente estou compreendendo o peso e o julgo da simplicidade. Ninguém realmente disse que seria fácil ou simples.

Pensei que poderia realizar todos os seus sonhos, mas pelo jeito não posso. Seus sonhos não são os meus. Pelo jeito eu não sou o tipo do cara que você pode exibir para todos em suas fotos. Não sou o tipo do cara que suas amigas iriam ficar com inveja. Não sou o tipo de cara que dá valor para carros, que te pagaria o jantar mais caro, que veste as roupas de marca mais cara. Não sou o tipo de cara que te faria viajar pelo exterior.

Mas com toda a certeza do mundo eu sou o tipo de cara que mais te amaria.

Eu não te vestiria com a roupa mais cara,
Mas te cobriria com todo o carinho que você me permitisse lhe oferecer,
Eu não faria você ser famosa e provavelmente ninguém sentiria inveja de você por estar comigo,
Mas eu faria você se sentir a pessoa mais importante e desejada do mundo inteiro,
Eu faria você escutar: "Eu Te Amo" a cada segundo. E se isso não fosse o bastante, eu rodaria o mundo somente para te fazer sorrir. Traria-te a flor mais rara, e te faria sentir como a flor mais rara do universo.
Eu não compraria a jóia mais cara do mundo para você,
Eu te daria o presente mais estimado do mundo: meu coração.

 

 

Dodo

14 comentários:

  1. Olá Dodo :)
    Vc sumiu hein?!
    Estava com saudade de seus textos.
    Não escolhemos por quem se apaixonar,
    mas muitas vezes,escolhemos dar corda pra isso,
    e nem sempre somos correspondidos e isso é triste.
    Mas,não terceirize o seu destino e não deixe a vida te levar,
    senão esse sofrimento vai demorar passar.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.
      Sou obrigado à dar essas sumidas.
      E eu com saudade dos seus comentários.

      Obrigado pelas palavras sempre bem vindas.

      Beijo.

      Excluir
  2. O amor quando correspondido nos torna fortes e audazes, mas quando não correspondido, inunda-nos de fragilidade.
    Três belos posts de uma assentada!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E de sua parte, três verdadeiros comentários.

      Obrigado.

      Excluir
  3. Olá Dodo,
    O texto é bem apaixonado.
    O coração não obedece ordens. Não escolhemos a quem amar. Amar sem ser correspondido é doído demais. Você poderia ser um príncipe
    encantado, desejado por todas as mulheres do reino, mas ser rejeitado pela única que tocasse seu coração. Infelizmente, pode acontecer. Coisas que só o amor explica. Será que explica?
    Amar tem que ser motivo de alegria e felicidade e não de dor e frustração.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com você.
      Algumas vezes a verdade dói, mas deve entrar em nós.
      E você disse uma verdade, por mais dolorido que possa ser.

      Tenho de tomar uma decisão definitiva nisso tudo.

      Abraços.

      Excluir
  4. Bonito e romântico texto!!! Obrigada por sua visita em meu blog. Tenha um bom fim de semana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.

      Eu que agradeço a sua visita em meu blog.

      Excluir
  5. OI DADO !
    QUANTA INSPIRAÇÃO...
    MUITO LINDO TEU TEXTO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Obrigada! E obrigada por passares no meu blogue..é tão bom saber que nos lêem :)

    ResponderExcluir