sábado, 12 de janeiro de 2013

Merecimento




Merecimento.
Um termo fora de tempo e fora de moda.
Um termo relativo ao tempo.
Ou relativo ao ego.

O que acontece quando se luta até o fim, e não se alcança o que se deseja?
O que acontece quando se faz mais do que o necessário, e mesmo assim não dá certo?
O que acontece quando as melhores pessoas sofrem injustamente?
O que acontece quando boas pessoas choram?
O que é a lágrima de um sentimento?
O que acontece quando vemos as pessoas da melhor forma possível, mas elas nunca nos vêem igual?
O que acontece quando se tem a chave que abre as portas que todos querem entrar, mas por você ter a chave, elas não querem que você abra?
O que acontece com a voz no deserto?
O que acontece com aqueles que passam bem mais do que da linha de chegada, mas não são reconhecidos como vencedores?

O que acontece com um anjo caído?

Eu sei o que acontece.

Acontece que você começa a parar de se importar.
Acontece que tanto faz se está chovendo ou se está sol.
Acontece que o dia passa rápido e devagar ao mesmo tempo.
Acontece que a noite perde o encanto.
Acontece que você começa a ver a verdade.
Você começa a enxergar as coisas de uma maneira totalmente nova. Totalmente diferente.
De um jeito que ninguém enxerga. E de um jeito que ninguém jamais entenderá, por mais que você tente explicar.
Você começa a notar a essência das coisas.
Começa a ver que a maldade e a hipocrisia estão mais presentes do que as pessoas imaginam.
Acontece que você se cansa, e que não pode ser culpado por isso.
Acontece que você começa a morar mais em seu mundo do que do lado de fora, e começa a perceber que fica cada vez mais difícil voltar de lá e distinguir os dois mundos.
Acontece que você para de sentir seu coração batendo.
Acontece que tudo se torna normal.
Acontece que você começa a perceber que as pessoas usam as palavras apenas para suas próprias imagens. Que elas não fazem o que falam. Nunca fazem.
Aí você começa a perceber o valor de uma certa palavra:

Merecimento.

Acontece que você percebe que não merece estar passando por isso.
Daí as pessoas dizem que é normal. Que o sol nasce todo dia.
Mas acontece que você sabe que o sol é apenas um astro no céu e que não pode acreditar em pessoas que falam da boca para fora coisas convenientes.

Qual o destino dos anjos caídos?

Eu sei qual é.
Você sabe qual é.
Todos sabem qual é.

Só estamos fingindo não saber.

Dodo.

6 comentários:

  1. Colocar sempre nas mãos de Deus e acreditar que Ele te dará sempre o que precisas.

    Triste e bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade.
      É que às vezes esqueço disso.

      Uma boa semana.

      Excluir
  2. Olá Dodo,

    Palavras desoladoras e desesperançosas. Ainda acredito no mundo e nas pessoas. Acredito que tudo passa. Há muitas coisas entre o céu e a terra que não conseguimos alcançar. Para tudo há um sentido. Paciência, confiança, perseverança e fé... é preciso.

    Ótimo domingo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras que com certeza estão repletas de razão.
      Mas existem momentos de desolação, acredito que até mesmo para as mais felizes almas.

      Uma ótima semana.

      Abraço.

      Excluir
  3. Um texto que navega nas incerteza dos pensamentos, o tornando-o de uma tristeza tênue pela certeza da sua força interior. Parabéns, abraços.

    ResponderExcluir